terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Certa vez, as letras sairam pelo mundo. Elas ganharam vida, conquistando o planeta e bailando ao som das mais cérebre memórias que a humanidade teve, onte e hoje, também, amanhã. Nesta arte, não há limite de idade. Basta querer ter, ser, fazer e estar!... (Champion of vienna cup) Edouard LALO Symphonie Espagnole