quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

QUERIDO LEITOR, HOJE É O SEU DIA - PARABÉNS!

Recebi de minha amiga contadora de histórias animadas com origamis, Irene Tanabe, e compartilho com os meus leitores!
Dia do Leitor
Todos os anos, em 7 de janeiro, é comemorado, no Brasil, o Dia do Leitor. A celebração surgiu a partir das iniciativas do poeta e jornalista Demócrito Rocha para criar, na mídia nordestina, um suplemento cultural e propulsor da literatura regionalista.
Ao longo da história, houve grande transformação nos hábitos de leitura e nos próprios leitores. Antigamente, contos e estórias eram transmitidos oralmente. Um bom exemplo seria o trovadorismo, no século XII: movimento que consistia na disseminações de narrativas e cantigas pelo “boca a boca”. Com o advento da escrita, da argila ao papel, o registro e a durabilidade da produção cultural se intensificou, nos trazendo aos dias, e aos livros, de hoje.
De acordo com a última pesquisa CBL/FIPE, realizada em 2013, o setor editorial mostrou um crescimento nominal de 7,52% em relação ao ano anterior. Este aumento contabiliza os exemplares produzidos eletronicamente e em via impressa, bem como os números das vendas realizadas no período.
Outro ponto significativo, tanto para o mercado editorial como para uma análise do perfil de leitura do cidadão brasileiro, é a quantidade de novos títulos disponíveis. Em 2012, foram 51.905 obras inéditas de autores nacionais. Este indicador aumentou em quase 10%, passando para 56.372 em 2013. Somadas as informações, vê-se um panorama positivo para a literatura.
“O aumento dos canais de venda e do consumo de materiais eletrônicos também auxilia na elevação das estatísticas. No entanto, medidas de incentivo à cultura, de forma geral, e à leitura também têm seu mérito. Programas como o Vale Cultura, do MinC, o Prêmio Jabuti e o título Amigo do Livro, da CBL, a retomada do Prêmio Viva Leitura e as diversas feiras e exposições tornam o cenário atrativo para os autores. Consequentemente, cresce também o número de consumidores”, avalia a presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Karine Pansa. “Dentro deste cenário cada vez mais positivo, não se deve deixar de celebrar o Dia do Leitor. Não somente como forma de comemorar o avanço que tivemos até o momento, mas também para nos recordar do nosso objetivo e do longo caminho que temos pela frente: fazer do Brasil, um país de leitores”.
Câmara Brasileira do Livro – CBL
Janeiro/2015