sexta-feira, 18 de novembro de 2016

07.11.2016 - Projeto Espaço de Histórias: Oficina 07 - Contar e Ler, Ler e Contar. Oficineiro Ministrante: Francisco Gregório Filho - Acriano Acadêmico da ABCH. Esta é a turma das 19h às 21h30, reunida, inicialmente, no rol de entrada do Centro Integrado de Cultura/CIC, em Florianópolis/SC.

Confrade Francisco Gregório Filho, veio à Capital de Santa Catarina,com  sua amorosidade humana a nos abraçar em grande círculo. No Centro Integrado de Cultura de SC, em Florianópolis, uma das Casas administradas pela Fundação Catarinense de Cultura, nossa grande parceira desde a Fundação da Academia em 02 de junho de 2014, levamos a Oficina do Mestre Francisco à comunidade catarinense.
 Cá encontrei Mestre Francisco em um grande círculo a receber os integrantes do Projeto Espaço de Histórias, Acadêmicos e contadores de histórias e outros cidadão da comunidade.
 Ele estava a contar uma das histórias contadas por sua mãe, lá no tempo de sua meninice no ACRE/BR. Esse é um filho da mata do Brasil que, de Contador Contábil, após três meses de trabalho, abandonou a profissão. Ele só se graduou na área por ter ouvido falar que essa seria a profissão de negócio, com a qual poderia casar e ter filhos, sustentando-os sem problemas de subsistência.
Sua mãe foi sua grande referência na arte de contar e de encantar os ouvintes com suas histórias inesquecíveis. Ele fala sobre a arte de sua mãe e a revela como uma mulher despudorada - aquela que nada teme, que tudo se encoraja fazer e também falar - a mulher empoderada, sem medo de errar...  
 Por isso, a histórias que sua mãe contava ainda continuam sendo narradas por ele.
Mestre Francisco levou os integrantes do Espaço de Histórias ao rol de entrada do CIC, onde colocou todos em prática...
  As palavras de Francisco, empoderam os ouvintes de todas as idades.
E o menino que cresceu, fez Ciências Contábil por querer constituir uma família, casou e teve um único filho. 
Certamente, o filho de Francisco, também ouviu na sua infância muitas histórias que sua avó contava.
Francisco Gregório foi um dos primeiros redatores do Programa PROLER.O Programa Nacional de Incentivo à Leitura – PROLER tem por finalidade contribuir para a ampliação do direito à leitura, promovendo condições de acesso a práticas de leitura e de escrita críticas e criativas.
  Após uma narrativa cheia de cheiros e cores, alegrias e momentos únicos, Mestre Francisco retornou à sala 02 e deu continuidade à Oficina.
Isto implica articular a leitura com outras expressões culturais, propiciar o acesso a materiais escritos, abrir novos espaços de leitura e integrar as práticas de leitura aos hábitos espontâneos da sociedade, constituindo, dentro e fora da biblioteca e escola, uma sociedade leitora na qual a participação dos cidadãos no processo democrático seja efetiva. 
Mestre Francisco foi um dos redatores do PROLER NO BRASIL - Criado pelo Decreto nº 519 de 13 de maio de 1992, o Programa Nacional de Incentivo à Leitura – PROLER, pretende cada vez mais ser uma rede referência em valorização social da leitura e da escrita, presente em todo país, com qualidade, diversidade e inovação. 
PARA CADA MOMENTO, ACONTECEU MUITOS APRENDIZADOS DE TÉCNICAS DE LEITURAS... 
 Todos os momentos tiveram narrativas de repetições, cantorias... 
 entre narrativas, cantos e ditos poéticos, também tivemos dança.
 Aprender com Mestre Francisco é o sonho de muitos.
 Rodeios, sem segredos, o Mestre vai passando os seus ensinamentos de homem sábio. 
 Juntos, acadêmicos da ABCH e outros contadores de histórias, profissionais de outras áreas, viveram juntos, muitos saberes...
 As Confreiras Andréa Rilh, Andréa Dias e Andréa do Rozario - as três Andréas da ABCH, participaram e se despudoraram no universo das narrativas orais.
 As Confreiras Roseli, Mariani e Raquel também se deliciaram com a amorosidade narrativa de Mestre Francisco.
 A integrante do Espaço de Histórias, uma médica parteira, até levou um avental de presente para o nosso Imortal Francisco. E esteve concentrada parecendo em constante reflexão, enquanto Francisco falava.
 Nós dois sentimos um pelo outro aquele sentimento cheio de amorosidade que nunca se acaba.
 Ele até já passou ao grupo a leitura que fez de mim. Disse que estou próxima de Cora Coralina. fiquei surpresa e muito orgulhosa do que ouvi.
 Céu azul e sol fresco a banhar o Centro Integrado de Cultura do Estado de SC. Enquanto o Mestre falava sobre a arte de Ler e Contar...
 Contar e Ler, lá fora a Noite começava a se deitar sobre a luz do Sol.
 Leitura compartilhada. 
 Andréa Rihl soltou a voz com o livro "contar e ler - ler e Contar, do Mestre Francisco Gregório Filho.
 Após leitura, veio os ensinamentos. 
 Aprender a aprender a arte de contar histórias com o nosso velho mago, é inesquecível. 
 Eu feliz por ter ganho o libro "Histórias da Dona Bratinha", do Mestre Francisco Gregório - Releitura de sua autoria.
 Me encantei com o presente. uma pérola há muito tempo esperada. 
 Foram momentos de muito e muito aprendizado. 
 E nos momentos de reflexões, mais histórias iam surgindo na voz do nosso velho mago.
 Seu corpo diz o quanto ele fala palavras que entrar no baú de nossas memórias. Elas foram entrando cheias de brincadeiras...
 Foi quando ele nos revelou sobre o despudoramento das mulheres sábias.
 O despudor da alma a deixar o corpo cheio de sorriso...
 Os fluidos do empoderamento da voz feminina foram banhando o ambiente.
 Mulheres que cantam canções de ninar, que fazem o romper dos tambores...
 Se todos os homens estivem presentes, saberia das jóias que eles tem.
 Foi uma mulher que o fez assim: Menino Francisco para sempre. 
 Menino sem medo de falar, de entregar seu livro livre para voar.
 E o menino se fez homem livre das amarras do homem alfa...
 Estar com Mestre Francisco, é tudo de bom... 
É viver momentos belezas. 
 Momentos de repetições, só para ficar mais um pouco ao seu lado.
 Depois, chegar em casa e confabular sobre os momentos vividos. 
Comer cachorro quente com o nosso menino Saci Ademir Apparício Júnior. Estava uma delícia.


GRATIDÃO, FRANCISCO GREGÓRIO FILHO - QUERIDO MESTRE E IMORTAL DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CONTADORES DE HISTÓRIAS. 
EM 2017 ESTAREMOS DE VOLTA.

OBRIGADA POR TODOS OS ENSINAMENTOS DEPOSITADOS NOS FIOS DA MEMÓRIA DE CADA PARTICIPANTE, NOS DIAS 07 E 08 DE NOVEMBRO. 
APRENDER COM OS SÁBIOS, É UM GRANDE ACHADO DO DIVINO.
OBRIGADA!

A VOCÊ TAMBÉM, QUERIDO LEITOR, OBRIGADA POR NOS ACOMPANHAR SEMPRE!