segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Boneca Menina veio me acordar. Querido leitor, estarei postando os últimos acontecimentos de 2016, para a constituição de minha história pelas estradas da minha militância pelo universo das narrativas orais.

A imagem pode conter: texto
Esta foi minha primeira experiência como escritora com uma das minhas escrituras editadas. Estou preparando meu primeiro livro para edição neste semestre e lançamento, assim estou esperando, ainda neste semestre. Estou trabalhando para uma edição independente. Mesmo sendo uma fortuna a edição de um livro no Brasil, encontrar patrocínio, é uma raridade. Os patrocinadores só auxiliam quem já está no meio com muitas edições. Quem ainda não tem nome, tem que ir à luta e editar suas obras por conta própria. É o que estou fazendo.
Não sou dedicada à poesia, mas sempre escrevo em homenagem a alguém. Em 2011, mergulhada num momento de inspiração, ao olhar o álbum de fotos de minha primogênita, escrevi esta poesia à minha  Boneca Menina - minha filha Nalin.
(Minha família na década de 1990 - Minha menina aos 2 anos de idade - o primeiro vestido de "festa junina da minha Boneca Menina)
No final de fevereiro de 2017, ela vai dar à luz à minha primeira neta, que ganhou o nome de Catharina.
Nenhum texto alternativo automático disponível.
(Imagem de ultrassom de Catharina, feita no início de janeiro) 
Agora estou a me inspirar para escrever um poema de Boas-vindas à minha neta.
Tenha uma mágica leitura!
Claudete T. da Mata